Politics, Business & Culture in the Americas
Gender Equality

Novo na AQ: Como eliminar a desigualdade de gênero na América Latina — até 2030

Cinco ideias para alcançar o mais eficiente plano de recuperação pós-COVID: igualdade entre homens e mulheres.

Este artigo foi adaptado da reportagem especial da AQ sobre alcançar a igualdade de gênero | Read in English | Leer en español

Dados os enormes desafios que a América Latina vem enfrentando em 2020, alcançar uma verdadeira igualdade entre homens e mulheres até o fim desta década pode parecer impossível — ou, talvez, um sonho que precisa ser adiado.

Mas apesar dos antigos estereótipos machistas, essa é uma área em que a região teve um progresso significativo nos últimos 20 anos. Considere que as mulheres na América Latina agora ocupam um terço dos assentos do poder legislativo central, sendo que cerca de metade no México, Bolívia e Costa Rica. Nos Estados Unidos, em comparação, o total é de apenas 24%. Um indicador do Fórum Econômico Mundial, que considera disparidades econômicas, de saúde e educação, coloca a desigualdade de gênero na América Latina em 28,8% — abaixo dos 33% registrados em meados da década de 2000 e melhor do que a média global. Hoje, há mais mulheres do que homens nas universidades da região.

Esse é um desempenho que deve continuar a ser alimentado e um tônico para o sentimento geral de desesperança que permeia a região hoje. No entanto, como tem acontecido com tantas outras áreas, esse progresso está sendo revertido devido à pandemia. Estudos mostram que as mulheres assumiram uma porcentagem ainda maior das tarefas domésticas não remuneradas, como limpeza e cuidado dos filhos, forçando-as a deixar oportunidades profissionais de lado. Cerca de 15% das famílias registraram um aumento da violência doméstica desde o início da pandemia. O desemprego está aumentando mais rápido entre as mulheres, e muitas estão abandonando os estudos, prejudicando o futuro de uma geração inteira.

Esta edição da AQ traz uma reportagem especial construída em torno de cinco recomendações para que a busca pela igualdade de gênero seja colocada de volta nos trilhos.

Começamos com uma chamada para melhorar o acesso ao financiamento para mulheres empresárias, que atualmente respondem por apenas 23% das carteiras de empréstimos na América Latina, apesar de em muitos países terem a mesma probabilidade que os homens de abrir um negócio. Inscrever mais mulheres de baixa renda em programas STEM (ciência, tecnologia, engenharia e matemática na sigla em inglês) abriria a elas os campos profissionais mais promissores do futuro. Melhorar a proteção das mulheres contra a violência é uma condição necessária para enfrentar muitos outros desafios; bem como levar os homens a compartilhar de forma mais justa o trabalho doméstico e a prestação de cuidados. E, por fim, esta edição está repleta de histórias inspiradoras de mulheres que, contra todas as probabilidades, têm uma história de sucesso e são provas da necessidade de se encontrar maneiras inovadoras e criativas de apresentar as mulheres como modelos para inspirar as futuras gerações. Na capa desta edição está Epsy Campbell Barr, vice presidente da Costa Rica e primeira mulher afro-descendente a chegar ao cargo pelo voto popular.

Um relatório recente da McKinsey estima o dividendo econômico da igualdade de gênero na América Latina em cerca de 1,1 trilhão de dólares. Isso seria um grande impulso em meio à maior recessão da história moderna, mas há mais razões do que dinheiro para que isso seja feito. A igualdade não deveria ter que esperar.

Melhorar o acesso ao financiamento para mulheres empresárias

Não podemos esqueçer de Sílvia

Um relato pessoal sobre um talento genial — e porque isso não foi suficiente para alcançar o sucesso.

O papel dos bancos na eliminação das barreiras enfrentadas pelas mulheres

Melhorar o acesso de empreendedoras ao crédito pode ajudar a América Latina a se recuperar dos efeitos da pandemia.

Let’s Get Creative: Innovative Ways to Finance Women in Latin America

Building an investor ecosystem for female entrepreneurs can help close persistent funding gaps.

Encontrar maneiras inovadoras e criativas de realçar o exemplo de mulheres profissionais

The Many Faces of Good Mentorship

Mentors are an asset to women in Latin America and beyond. They often find us unexpectedly, writes Susan Segal.

Five Ways to Elevate Women in Business

Organizations can take these steps to ensure women get the visibility they need to thrive – and inspire others to follow.

AQ’s Top 5 Champions of Gender Equality

AQ highlights five distinguished individuals who have used their careers to help close the gender gap.

Inscrever mais mulheres de baixa renda em programas de tecnologia e ciências

The “Laboratory” Closing Latin America’s Tech Gender Divide

Organizations like Laboratoria are helping working-class women join the insular world of computer programming.

What Has Changed for Latin American Women in STEM?

Despite some progress, the picture remains mixed, a longtime observer says.

Levar os homens a compartilhar o trabalho doméstico e a prestação de cuidados

Come On, Guys: It’s Time Men Got More Involved at Home

Men must do a greater share of household work for gender equality to become a reality.

How to Transform Childcare in Latin America

The examples of Chile and Colombia can help others in the region, but don’t expect one-size-fits-all solutions.

Melhorar a proteção das mulheres contra a violência

A corajosa luta de Luiza Trajano contra a violência doméstica

Uma das maiores redes varejistas do Brasil implementou um audacioso programa para apoiar tanto a equipe como consumidores.

The Rising Role of Women in the Hemisphere’s Militaries

Women are key to making security stronger for everyone.

Having Strong Gender Violence Laws Isn’t Enough

Latin America has passed noteworthy laws to protect women. Implementing them has been harder.

Outros artigos

She Dared to Run: The Unlikely Story of Prudencia Ayala

How Prudencia Ayala became the first woman to run for president in Latin America.

When Do Quotas in Politics Work? Latin America Offers Lessons.

The region shows that if done right, quotas can dramatically boost women’s numbers in Congress and beyond.

What It’s Really Like to Be a Female Candidate in Latin America

Women running for office still face barriers almost unimaginable to men, but innovative tools can help.


Tags: Gender, Gender Equality
Like what you've read? Subscribe to AQ for more.
Any opinions expressed in this piece do not necessarily reflect those of Americas Quarterly or its publishers.
Sign up for our free newsletter